Header Ads Widget

Homem alvejado pela PM no Recife perdeu o olho e não participava das manifestações 'Fora Bolsonaro' | Reconsaj Noticias

"Dani Campelo foi atingido no olho. Infelizmente, será operado. Vai perder a visão. Ele nem estava no ato. Estava comprando material para o seu trabalho de adesivagem de carros", disseram os vereadores Dani Portela e Ivan Moraes


O trabalhador Daniel Campelo da Silva, 51 anos, perdeu o olho esquerdo neste sábado (29), após ser alvejado por uma bala de borracha disparada por um policial do Batalhão de Choque da Polícia Militar de Pernambuco.
O tiro foi dado em repressão à manifestação pacífica contra Jair Bolsonaro que aconteceu no Recife e em mais de 200 cidades do Brasil e do exterior. Na mesma manifestação, a vereadora Liana Cirne (PT) foi agredida pela Polícia Militar com spray de pimenta em seu rosto.

De acordo com a vereadora Dani Portela (PSOL) e o vereador Ivan Moraes (PSOL), Daniel Campelo sequer participava do protesto.
"Dani Campelo foi atingido no olho. Infelizmente, será operado. Vai perder a visão. Ele nem estava no ato. Estava comprando material para o seu trabalho de adesivagem de carros. Está na Restauração agora e amanhã volta para o Altino Ventura para ser operado. Absurdo, uma manifestação pacífica ser recebida por uma verdadeira emboscada policial. Pedir vacina no braço e comida no prato e receber gás de pimenta e balas de borracha", informa a nota conjunta dos vereadores do Recife Ivan Moraes e Dani Portela. A Polícia Militar de Pernambuco não quis se pronunciar.
Assista ao vídeo da repressão da PM de Pernambuco ao ato no Recife:


Postar um comentário

0 Comentários