Header Ads Widget

Vídeo mostra como começou incêndio em casamento que matou quase 100 pessoas




O que deveria ser um momento de alegria e comemoração, acabou se tornando uma tragédia! Isso foi o que aconteceu em um casamento em Qaraqosh, no Iraque. Um incêndio ocorreu durante a festa, na noite da última terça-feira (26), e provocou a morte de quase 100 pessoas, além de deixar muitas outras feridas.
De acordo com as informações da defesa civil, pelo menos 94 pessoas morreram no acidente e outras 100 ficaram feridas. Em um vídeo que circula nas redes sociais, é possível ver que as chamas começaram durante a primeira dança dos noivos.
Pessoas que tentaram retirar as vítimas do espaço de festa conversaram com a imprensa e alegaram que o episódio foi uma "verdadeira tragédia". "Uma porta estava bloqueada, então a abrimos à força. Chamas enormes saíram do corredor. Foi como se as portas do inferno se abrissem", disse Ghaly Nassim, de 19 anos, em uma entrevista à BBC News.
Nassim estava a poucos metros da casa de festa quando o incêndio começou. Ele não pensou duas vezes antes de ir ao local, já que havia alguns amigos presos lá.
"A temperatura estava insuportável. Não consigo descrever o calor extremo.", disse o jovem.
Ghaly destacou que uma cena jamais saíra de sua memória. "Depois que os bombeiros chegaram, corri para dentro para procurar meus amigos. Vi 26 cadáveres no banheiro. Uma menina de 12 anos estava completamente queimada e posicionada em um canto".
Em uma entrevista à BBC, Gawdat Abdul Rahman, porta-voz da Defesa Civil iraquiana, disse que as chamas começaram devido a fogos de artifício disparados no interior do salão de festa.
O uso de material de construção altamente inflamável dentro do local alimentou as chamas, acrescentou.
Nassim acredita que a falta de saídas de emergência adequadas piorou as coisas, já que a maioria dos convidados tentou sair pela entrada principal do salão o que possivelmente fez com que muitos deles caíssem e fossem pisoteados por outros.

.


Fonte: Macajuba Acontece

Postar um comentário

0 Comentários