Ultimas

6/recent/ticker-posts

Saiba tudo que VAI MUDAR no INSS em 2023: aposentados serão BENEFICIADOS?


Com a chegada do ano de 2023 e o processo de transição governamental, os beneficiários do INSS poderão passar por algumas mudanças provenientes do órgão.
Como é de conhecimento geral, 2022 é/foi um ano eleitoral. Em virtude das eleições, foi-se eleito o novo presidente da república, Luís Inácio Lula da Silva (PT).
Desse modo, dentre as prioridades do futuro presidente, está o reajuste salaria. Contudo, esse reajuste interfere diretamente em diversos pagamentos do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).
Melhor disso, o novo reajuste poderá provocar algumas alterações no pagamento dos benefícios do INSS, afetando diretamente todo beneficiário.
Assim sendo, faz-se necessário entender quais serão as mudanças do INSS para o ano de 2023, bem como quais alterações o reajuste salarial poderá causar.Novos valores do órgão / 

Primeiramente, o ponto crucial para entender quais são as mudanças, é verificar qual a estimativa de alteração no cálculo do salário mínimo, para contextualizar o impacto no INSS.

De modo geral, o atual cálculo para estabelecer o reajuste salarial, considera o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor). Esse índice, portanto, é responsável por medir a taxa de inflação sob produtos e itens básicos para a sobrevivência humana.

Seguindo esse cálculo, a estimativa para o salário mínimo de 2023 passou por algumas modificações. A primeira delas, é de que o salário seria de R$ 1.292. Já a segunda, estimativa que o salário fosse firmado em R$ 1.302. Vale ressaltar que o valor do salário vigente em 2022 é de R$ 1.212.

De antemão, em virtude do processo de transição governamental, o futuro presidente Lula apontou uma novíssima possibilidade do cálculo do reajuste. De acordo com a equipe de Lula, o novo cálculo ainda deverá levar em conta o INPC, porém, somado ao PIB (Produto Interno Bruto).

Seguindo o novo modelo, a estimativa é que o salário mínimo vigente para 2023 seja de R$ 1.320. De acordo com as informações divulgadas pela equipe do futuro presidente, o propósito é proporcionar um aumento real do salário mínimo.

Isso porque, desde 2019 o reajuste só segue o índice inflacionário, logo, não há um aumento real para o bolso dos trabalhadores.
Bem, agora, sem mais delongas, é hora de entender quais serão as mudanças em relação aos benefícios condedidos pelo INSS.
O primeiro ponto a ser analisado, portanto, é em relação ao piso e ato teto do INSS. Isso porque, o piso do INSS configura qual valor mínimo os beneficiários deverão receber, já o teto, estipula o valor máximo de pagamento.
Assim sendo, o piso do INSS segue o valor do salário mínimo. Ou seja, atualmente é de R$ 1.212. Já o teto, segue o INPC, e atualmente é de R$ 7.087,22.
Desse modo, com o aumento salarial, o piso também irá subir. Isso quer dizer que todos os beneficiários terão o valor dos benefícios aumentados, considerando o novo reajuste.
De antemão, em relação ao teto, seguindo o INPC disposto no momento, a estimativa é que o valor fixado seja de R$ 7.612,38.
Contudo, todos os números ainda são apenas possibilidades. Isto é, para ter certeza dos valores para o próximo ano, é necessário aguardar o fim do processo de transição governamental.
Por fim, a estimativa é que os reajustes passem a valer a partir da posse de Lula, que acontecerá no dia 1º de janeiro de 2023.

Postar um comentário

0 Comentários