Ultimas

6/recent/ticker-posts

Ministério da Saúde envia 23 médicos para atender vítimas de enchentes na Bahia




O Ministério da Saúde enviou, nesta segunda-feira (03), 23 médicos para ajudar vítimas das enchentes que atingem a Bahia. Os profissionais embarcaram em Brasília e devem chegar à região nesta manhã.

Em coletiva à imprensa, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, informou que, até o dia 10 de janeiro, 119 profissionais de saúde, do programa Mais Médicos, serão enviados ao estado. Eles vão atuar na atenção primária de cidades que decretaram estado de calamidade pública.

Além disso, segundo o ministro, os médicos vão ficar nas regiões "o tempo necessário". "Vamos levar um apoio para que consigamos minorar o sofrimento do estado da Bahia, que foi fortemente atingido [pelas chuvas], e o estado de Minas Gerais", afirmou o ministro.

Os ministros da Cidadania, João Roma, da Mulher, e da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, também compareceram à solenidade. Segundo Damares, "a prioridade do governo federal é garantir as vidas".

A ministra comentou ainda sobre a situação da Bahia. Além de ter que enfrentar águas contaminadas, vítimas das enchentes ainda precisaram enfrentar casos de violência contra a mulher, o que, segundo ela, exige participação do ministério.

João Roma afirmou que viu cidades completamente destruídas e casas que "tinham água até o teto". De acordo com o ministro, prefeitos ligavam "desesperados", porque não precisavam só das verbas, mas de pessoal.

Em 29 de dezembro, o governo federal, por meio do Ministério das Relações Exteriores, negou o pedido do governador da Bahia, Rui Costa (PT), para autorização do envio de ajuda humanitária da Argentina às cidades afetadas pelas chuvas no estado. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) alegou que o auxílio não era "necessário".

Postar um comentário

0 Comentários