Ultimas Noticias

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Bolsa Família de fevereiro começa a ser pago esta semana; veja calendário




O pagamento do Bolsa Família de fevereiro começa a ser feito na próxima sexta-feira (16) para cerca de 21 milhões de famílias. O depósito será feito pela Caixa Econômica Federal sempre em dias úteis até o dia 29 e o calendário obedece a ordem do número final do NIS (veja como consultar o número).
Recebem primeiro os beneficiários com NIS de final 1 (veja o calendário de fevereiro abaixo).
O Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS) criou um site para que o beneficiário consulte as datas de pagamento de acordo com seu número final do NIS e que pode ser acessado neste endereço: https://bolsafamiliacalendario.com.br/.
Calendário do Bolsa Família de fevereiro de 2024
18 de janeiro - Beneficiários com NIS de final 1
19 de janeiro - Beneficiários com NIS de final 2
22 de janeiro - Beneficiários com NIS de final 3
23 de janeiro - Beneficiários com NIS de final 4
24 de janeiro - Beneficiários com NIS de final 5
25 de janeiro - Beneficiários com NIS de final 6
26 de janeiro - Beneficiários com NIS de final 7
29 de janeiro - Beneficiários com NIS de final 8
30 de janeiro - Beneficiários com NIS de final 9
31 de janeiro - Beneficiários com NIS de final 0

Como saber se vou receber o Bolsa Família?
Para saber se foi aprovada no Bolsa Família, a família deve aguardar uma comunicação pelo correio dizendo que a foi selecionada.
Caso esteja na fila e não tenha recebido a carta, o responsável pela família deve procurar o CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) ou a ir até o setor responsável na prefeitura de cidade onde mora.
Também é possível saber se foi aprovado no Bolsa Família ou conferir a situação do benefício por meio do aplicativo do Bolsa Família ou na Central de Atendimento da Caixa pelo telefone discando o número 111 ou no ligando para o atendimento Caixa ao Cidadão no número 0800 726 02 07.
Benefícios complementares
Desde junho de 2023, o Bolsa Família é pago com novos benefícios e contempla mais de 21 milhões de famílias.
Só para relembrar, o governo deposita um adicional de R$ 50 para crianças de sete a 11 anos, adolescentes de 12 a 18 anos e para gestantes e lactantes.
Em março de 2023, quando foi relançado, o Bolsa Família iniciou também o pagamento de R$ 150 por famíla com crianças até seis anos. Completo, e com o valor mínimo de R$ 600 por família, o benefício pode chegar a R$ 850 somando todos os benefícios.
Veja os valores que compõe o Bolsa Família:
R$ 600 - valor mínimo pago por família
R$ 150 - adicional para famílias com crianças até os seis anos
R$ 50 - adicional para famílias com crianças de 7 a 11 anos e adolescentes de 12 a 18 anos
R$ 50 - adicional para família com gestantes e lactantes
Quem tem direito a receber o Bolsa Família?
Para poder receber o Bolsa Família, a principal regra é que a renda de cada pessoa da família seja de, no máximo, R$ 218 por mês.
Ou seja, se um integrante da família recebe um salário mínimo (R$ 1.320, e nessa família há seis pessoas, a renda de cada um é de R$ 217. Como está abaixo do limite de R$ 218 por pessoa, essa família tem o direito de receber o benefício.
O primeiro passo para é estar inscrito no Cadastro Único (clique aqui e veja como se cadastrar), com os dados corretos e atualizados. Esse cadastramento é feito em postos de atendimento da assistência social dos municípios, como os CRAS. É preciso apresentar o CPF ou o título de eleitor.
Bom lembrar que, mesmo inscrita no Cadastro Único, a família não passa a receber o Bolsa Família de imediato. Todos os meses, o programa identifica, de forma automatizada, as famílias que serão incluídas e que começarão a receber o benefício. Em abril, por exemplo, 113 mil famílias foram incluídas no programa.
Como faço para receber o Bolsa Família?
Os cartões e senhas utilizados para saque do Auxílio Brasil continuarão válidos e poderão ser utilizados para o recebimento do Bolsa Família.
As famílias que recebem seu benefício pelo aplicativo Caixa Tem, em conta Poupança Social Digital, vão receber o Bolsa Família da mesma forma e vão poder continuar movimentando seu benefício pelo aplicativo.
Em 6 de março do ano passado, foi lançado o aplicativo Bolsa Família para smartphones, que substituiu o aplicativo do Auxílio Brasil. Assim, o beneficiário também poderá consultar a disponibilidade do seu benefício pelo novo aplicativo.
Fonte: Valor /Globo

Postar um comentário

0 Comentários