Header Ads Widget

Homem é encontrado morto em pé no Maranhão | Reconsaj Noticias




O cadáver de um homem, identificado apenas como Bernardo, foi encontrado na tarde da última quarta-feira (21) por populares, no município de Dom Pedro, região central do Maranhão, distante 254 km da capital São Luís. Uma ocorrência que, em virtude dos elevados índices de violência, já não causa tanto espanto na maioria das cidades brasileiras.
No entanto, o fato inusitado relacionado a esse caso é que o falecido estava em pé, encostado em um veículo estacionado em uma via pública da cidade. Vídeos que circulam pelas redes sociais com as imagens da situação viralizaram rapidamente na web.
Segundo as autoridades locais, como o homem não apresentava sinais externos de violência, as pessoas que passavam pelo local imaginavam que ele estava embriagado e havia dormido escorado no carro. A situação só mudou quando um pedestre mais atento notou que a vítima não apresentava sinais de vida, e comunicou aos serviços de emergência.
Uma guarnição da Polícia Militar foi despachada para o local, mas só conseguiu certificar a morte da pessoa e em seguida acionar outro órgão competente no assunto.
Uma equipe do Instituto Médico Legal (IML) foi chamada e compareceu para fazer a remoção do corpo. Os agentes detectaram um ferimento na cabeça, que provavelmente teria sido provocado por uma paulada.
A Polícia Civil assumiu a investigação e já trabalha com duas hipóteses. A primeira é de que, na noite anterior, a vítima teria se envolvido em uma luta corporal com uma mulher que desferiu o golpe para se defender. Portanto, seria um caso de legítima defesa.
Uma segunda linha de investigação seria de que o homem, que era conhecido na área pelo prenome Bernardo, teria morrido devido ao uso de álcool e drogas, uma vez que algumas testemunhas teriam visto ele consumindo ambos ao lado da tal mulher, que ainda não foi identificada.
Um levantamento inicial feito pelos investigadores apontou que o homem possuía registro de antecedentes criminais, já tendo sido preso por tráfico de drogas.
LEGISTA EXPLICA O QUE PODE DEIXAR MORTO EM PÉ AO LADO DE CARRO
No dia 10 de janeiro deste ano, um homem também foi encontrado morto encostado em um veículo em Santos, no litoral de São Paulo. Na época, o médico legista João Roberto Oba tentou explicar como essa situação seria possível.
De acordo com o profissional ouvido pelo portal G1, o mais provável é que a vítima teria sofrido espasmos momentos antes de morrer e, por esse motivo, o corpo teria entrado em um estado de rigidez precoce, criando as condições para que permanecesse em pé.
No entanto, ele alertou para a necessidade da investigação descartar a possibilidade de uma simulação. Isso porque, o homem poderia ter morrido em outro lugar e, posteriormente, foi deixado ao lado do carro naquela posição.
Segundo Oba, a rigidez cadavérica se estabelece a partir de 40 minutos da morte e pode durar até 12 horas. No caso da pessoa ter sofrido espasmos pouco antes do óbito, o corpo poderia ter endurecido precocemente.

Fonte: DOL

Postar um comentário

0 Comentários