Ex-militar bolsonarista, cabo eleitoral de Gayer é preso por assalto | Reconsaj Noticias


O ex-militar do Exército Simão Pedro Costa Rocha Freitas, conhecido como "Cabo Simão", foi preso no dia 25 de maio por assalto a mão armada contra um ônibus de turismo em Goiás. O caso veio à tona na 6ª.feira (31.mai.24).

De acordo com a Polícia Civil, o bolsonarista fazia parte de uma quadrilha que assaltou o ônibus no dia 24 de maio em uma estrada nas proximidades de Aparecida de Goiânia. O veículo transportava passageiros e mercadorias advindas do Paraguai e, segundo o delegado responsável pelo caso, Sérgio Henrique, o grupo fingiu ser da polícia para abordar o veículo.

"Como se fossem viaturas da polícia, eles pediram para o motorista parar. Armados, eles desceram todos os passageiros e os três motoristas que estavam a bordo. Depois, abriram o porta-malas do ônibus e limparam levando o que queriam”, relatou ao site G1.

A quadrilha foi presa no dia seguinte em operação conjunta entre Polícia Civil e Militar deflagrada na cidade de Hidrolândia. Com o grupo, foram apreendidos 2 simulacros de armas de fogo, 2 armas de fogo de calibre restrito e 1,5 kg de cocaína. Na delegacia, Simão teria confirmado sua participação no crime.
"Só tenho a agradecer a Deus por iluminar o povo brasileiro e fazer a melhor escolha pelo nosso País e nosso Estado de Goiás, tenho a mais absoluta certeza que Jair Bolsonaro Presidente e Major Vitor Hugo Almeida Deputado Federal vão dedicar suas vidas por um só ideal “servir o povo brasileiro” assim como ambos serviram no Exército em defesa da nação, vão continuar a caminhada mas agora com mais força e responsabilidade “Brasil acima de tudo e Deus acima de todos", escreveu 'Cabo Simão', no Facebook ao postar essa imagem ao lado dos seus ídolos. Foto: Facebook
Os presos, conforme relato do delegado, responderão por tráfico de drogas, associação pelo tráfico, roubo com arma de fogo e associação criminosa, com penas que podem chegar a 50 anos de prisão.
Ex-deputado federal Major Vitor Hugo (PL-GO), à esquerda, ao lado do ex-assessor parlamentar Simão Pedro Costa, à direita.

Após a prisão da quadrilha, usuários das redes sociais resgataram vídeos que mostram que Simão Pedro Costa Rocha Freitas, o Cabo Simão, é um bolsonarista raiz. Ele foi assessor parlamentar do ex-deputado federal Major Vitor Hugo (PL-GO), cabo eleitoral do deputado federal Gustavo Gayer (PL-GO) e já recebeu elogios do ex-presidente Jair Bolsonaro.

Em um desses vídeos, Simão, que foi candidato a deputado estadual em Goiás, aparece manifestando apoio ao deputado Gustavo Gayer, pré-candidato a prefeito de Goiânia. Na gravação, Gayer retribui o apoio com apertos de mãos e abraços no ex-militar agora preso. “Tenho muito apreço por ele. Vim aqui prestar meu apoio porque quem é de direita, sabe que Gustavo Gayer é nosso representante em Goiás. Estamos juntos”, diz Simão.

Em outro registro, o ex-presidente Jair Bolsonaro aparece pedindo votos para Major Vitor Hugo e seu ex-assessor parlamentar Simão, que à época era candidato a deputado estadual.



Postar um comentário

0 Comentários