Preços da Gasolina e Etanol CAEM na 1ª semana de 2024 - RECONSAJ NOTICIAS

Breaking

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

terça-feira, 9 de janeiro de 2024

Preços da Gasolina e Etanol CAEM na 1ª semana de 2024






A primeira semana de 2024 foi bastante positiva para os motoristas do país. De acordo com o levantamento realizado pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a gasolina e o etanol ficaram mais baratos nos postos do país.
Por outro lado, o valor médio do diesel voltou a subir, após oito semanas seguidas de queda. O avanço aconteceu devido à volta da cobrança de impostos federais, que acabaram elevando o preço do combustível.
De todo modo, a queda nos preços da gasolina e do etanol beneficiou boa parte dos motoristas do país, que conseguiram aproveitar valores mais acessíveis, sem precisar pagar mais caro para abastecer o tanque de combustível dos seus veículos.
Vale destacar que a ANP vem coletando os preços dos combustíveis em milhares de postos do país desde 2004 e divulgando semanalmente as variações dos valores em todos os estados do país.
Preço da gasolina cai pela 5ª semana no país
Em resumo, o preço médio nacional da gasolina caiu pela quinta semana nas bombas do país. O valor do litro do combustível passou de R$ 5,58 para R$ 5,56 no país, queda de dois centavos. Aliás, os motoristas nem devem ter sentido esse recuo.
Embora o recuo tenha sido tímido, vale destacar que os consumidores vêm aproveitando preços mais acessíveis nos últimos meses, já que o valor da gasolina ficou 32 centavos menor no país, em comparação a agosto. Esse recuo eliminou boa parte da alta acumulada no início daquele mês, de 36 centavos, mas ainda não o avanço completo.
As quedas dos preços nos últimos meses aliviaram o orçamento das famílias que precisam abastecer o tanque de combustível dos seus veículos, mas não conseguiram eliminar toda a alta registrada nas semanas anteriores. Ainda assim, os último resultados têm sido bastante positivos.
A ANP revelou que o maior valor da gasolina encontrado nos postos do país nesta semana foi de R$ 7,69. Isso quer dizer que houve estabelecimentos que comercializaram o litro do combustível a um preço 38,3% maior que a média do país, dificultando ainda mais a vida dos motoristas destes locais.
Etanol também fica mais barato nas bombas
O etanol hidratado seguiu a mesma direção da gasolina e ficou mais barato nas bombas do país pela quarta semana consecutiva. Inclusive, o biocombustível também vem apresentando preços bastante acessíveis nos últimos meses, registrando raros avanços semanais.
Em síntese, o valor médio do biocombustível caiu de R$ 3,42 para R$ 3,39 nas bombas de combustíveis. Contudo, a ANP chegou a encontrar locais que comercializaram o etanol a R$ 6,60, preço que superou em 94,7% a média nacional.
Isso mostra que os valores do etanol tiveram uma variação bem mais expressiva que a gasolina na semana, ou seja, houve locais que comercializaram o biocombustível a valores bem mais elevados que outros, mas a média nacional se manteve praticamente estável.
Cabe salientar que o etanol costuma acompanhar as variações da gasolina, pois não há regulação dos preços do biocombustível no país. Na verdade, as variações do etanol são definidas pela razão entre oferta e procura, oscilando, principalmente, conforme às variações nos preços da gasolina. Isso acontece porque os combustíveis são concorrente nas bombas.
Diesel volta a subir nos postos do país
Na semana passada, os motoristas que abasteceram seus veículos com óleo diesel não conseguiram aproveitar uma nova queda nos preços. Em suma, o valor do combustível subiu de R$ 5,94 para R$ 5,97, alta de três centavos.
O avanço acontece após oito semanas de queda, período em que os motoristas aproveitaram uma queda de 38 centavos no preço do litro do diesel, algo bastante positivos para os consumidores. A última vez que o diesel havia registrado alta no preço foi na semana encerrada em 4 de novembro, ou seja, há dois meses.
Segundo a ANP, o maior preço encontrado nos postos do país nesta semana foi de R$ 8,89, preço que superou em 48,9% que o valor médio do país.
Volta da cobrança de impostos encarece diesel
Desde a última terça-feira (2) que os impostos PIS/Cofins voltaram a incidir sobre o óleo diesel. A saber, a cobrança estava suspensa desde 2021, e isso contribuiu para conter os aumentos no preço do combustível nos últimos tempos. Entretanto, isso não irá mais acontecer no país.
A expectativa é que o valor do imposto eleve em 35 centavos o preço do litro do diesel. Aliás, parte desse valor deverá ser repassada para os consumidores, ou seja, os preços devem ficar mais elevados nas bombas do país nas próximas semanas.
O impacto não deverá ser muito forte para os consumidores, pois a Petrobras promoveu dois reajustes nos preços do diesel em dezembro de 2023. No dia 8, a companhia anunciou uma redução de 6,7% nos valores do diesel vendido para as distribuidoras, e o valor caiu de R$ 4,05 para R$ 3,78.
Já no dia 27 de dezembro, a empresa reduziu de R$ 3,78 para R$ 3,48 o valor do diesel. Em outras palavras, o combustível fóssil acumulou uma redução de 57 centavos em três semanas.
Embora ambos os reajustes se referiram apenas às distribuidoras do país, e não diretamente aos consumidores, estes conseguiram aproveitar os novos valores. Isso porque a Petrobras comercializa combustíveis com refinarias, e estas são responsáveis por vender para postos de combustíveis e outros compradores, que os vendem para a população em geral.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad