Chuva ou calor? Inmet faz alerta para REVIRAVOLTA no clima em agosto | Reconsaj Noticias - RECONSAJ NOTICIAS

Breaking

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

quarta-feira, 2 de agosto de 2023

Chuva ou calor? Inmet faz alerta para REVIRAVOLTA no clima em agosto | Reconsaj Noticias


Agosto se inicia com a previsão de ser o mês que irá registrar um volume de chuva próximo ou até mesmo abaixo da média histórica nas regiões Nordeste, Norte, Centro-Oeste e Sudeste.
Já na região Sul, a previsão indica que os precipitados ficarão acima ou próximos da média no leste da região. Já no noroeste e oeste do Paraná, a média ficará abaixo do esperado.
Assim, a previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) indica que a região norte terá menos de 100 milímetros de chuvas no noroeste do estado. O mesmo volume é esperado na costa leste do Nordeste. Já nas áreas do Amapá e do Pará, a chuva deverá ficar um pouco acima da média, ultrapassando os 60 mm.
No Nordeste, “o tempo é seco nesta época do ano, portanto, a previsão é de volume inferior a 20 mm ou nenhuma chuva em algumas localidades”, indica o Inmet. Na região central do país, a época já costuma apresentar altas temperaturas e diminuição rigorosa na umidade do ar. No sudeste, não estão descartadas chuvas, visto as frentes frias que chegam pelo oceano.
Mix de temperaturas em todo o país
De acordo com a previsão do Inmet, as temperaturas ficarão acima da média em diversos pontos do país durante todo o mês de agosto. Assim, essa previsão é principalmente para o Pará, Maranhão, Piauí e Mato Grosso, onde as temperaturas médias podem ultrapassar os 28ºC.
No caso da Região Nordeste, norte de Minas Gerais e o oeste do Paraná, as temperaturas serão um pouco mais amenas, variando entre 20ºC a 25ºC. No entanto, o destaque vai para as áreas de maior altitude no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina.
Nesses locais, as temperaturas poderão ficar abaixo dos 10ºC.
Já em relação à agricultura no país, o Inmet informa que “em grande parte do Brasil central, a seca é responsável pela redução do armazenamento de água no solo, principalmente em áreas do centro e norte de Minas Gerais, Mato Grosso e Goiás. A condição de baixa umidade no solo pode favorecer os cultivos de segunda safra em maturação e colheita, assim como as safras de cana-de-açúcar e café. Porém, causará restrição hídrica nas lavouras em estágios reprodutivos ou sob deficiência hídrica”
                           Fonte: EditalConcursos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad