Header Ads Widget

BOLSA FAMÍLIA: MUDANÇAS A PARTIR DE JUNHO TODOS OS BENEFICIÁRIOS SERÃO ATINGIDOS!


O novo Programa Bolsa Família, que foi promessa de campanha do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), foi lançado oficialmente no início de março e vem fazendo seus pagamentos desde então, já tendo realizado duas rodadas de repasses, uma em março e outra neste mês de abril. No entanto, novas mudanças no programa ocorrerão a partir de junho, e todos os mais de 21 milhões de beneficiários serão afetados por elas.
Trata-se dos novos valores que passarão a serem pagos, pois o novo programa social conta com novos benefícios que, juntos, formarão o valor final que o programa repassará. Ao todo, são 4 novos benefícios que compõem o programa, sendo um valor inicial, que será pago para todos, e outros três benefícios complementares, que serão pagos de acordo com as características de cada grupo familiar, como o tamanho da família, ou a presença de gestantes e crianças, por exemplo, confira:1° – Benefício de Renda de Cidadania: repassará o valor de R$142 para cada pessoa do grupo familiar. O objetivo é que o programa passe o mesmo valor médio para todas as famílias, independentemente do tamanho;
2° – Benefício Complementar: será pago principalmente para as famílias com apenas um, dois ou três beneficiários. isso porque o programa deve obrigatoriamente pagar pelo menos R$600 por família. por isso, quando a soma dos R$142 não totalizar pelo menos R$600, será pago um valor extra para complementar a quantia e se chegar ao mínimo obrigatório;
3° – Benefício Primeira Infância: já paga desde o lançamento do programa R$150 a mais para cada criança com até seis anos de idade que o grupo familiar apresentar em sua composição;
4° – Benefício Variável Familiar: pagará R$50 a mais para cada gestante ou para cada criança ou adolescente com idades entre sete e dezoito anos.
Ou seja, os atuais valores do Bolsa Família seguirão sendo repassados no mês que vem, em maio. Contudo, a partir do mês seguinte, junho, tudo muda, e a forma como os valores serão definidos passará a ser de acordo com o indicado acima, respeitando as características de cada família, mas repassando pelo menos R$600 para cada um dos mais de 21 milhões de beneficiários do programa. Além disso, o sistema que define estes valores entrará na fase final de atualização em maio, abrindo caminho para que a novidade seja implementada dentro do prazo.


Postar um comentário

0 Comentários