Ultimas

6/recent/ticker-posts

"Lula vencerá no primeiro turno e não haverá golpe", diz Márcio França

O ex-governador de São Paulo, Márcio França, que disputa o cargo de senador por São Paulo, afirmou, em entrevista ao jornalista Leonardo Attuch, editor da TV 247, que a frente ampla em torno do candidato Luiz Inácio Lula da Silva, que ele próprio ajudou a construir, está tendo papel decisivo para garantir o retorno do ex-presidente. "Lula levou incríveis dez segundos para aceitar a aliança com Alckmin", diz ele, que fez também uma previsão. "Lula vencerá no primeiro turno, com algo entre 400 a 600 mil votos de diferença, e não haverá golpe. Bolsonaro não tem força para contestar o resultado", acrescenta.
Sobre a disputa ao governo de São Paulo, ele vê chances de vitória de Fernando Haddad no primeiro turno, mas aponta que o segundo turno é o cenário mais provável. Na entrevista, ele também comentou a gafe recente de Tarcísio de Freitas, candidato bolsonarista, que não sabe onde vota. "Tarcísio de Freitas é aplicado, mas não conhece São Paulo. Ele decorou o básico, mas não sabe o óbvio", afirmou. "Alckmin e eu teremos peso na eleição do Haddad", apontou.
França disse ainda que o governo de João Doria foi um 'desastre' e lembrou que os últimos atos de sua gestão foram renovações de concessões feitas de forma pouco transparente. "A renovação de concessões de pedágio feitas pelo Doria merece um checklist", afirma. Sobre seu papel no Senado, ele falou que não será de apenas defendeu os interesses do estado, mas também do País, num momento de grave crise social. "Precisamos reforçar a ação social. As pessoas estão nas ruas. Temos que iniciar também a reforma tributária para tributar menos a produção", aponta. Ele também disse que a frente ampla construída para eleger Lula terá que ser mantida após as eleições, para garantir a governabilidade.

Postar um comentário

0 Comentários