Chegada do 5G ao Brasil promete criação de vagas de trabalho de R$ 13 mil



A chegada do 5G ao Brasil promete criar vagas de emprego no setor de TI (Tecnologia da Informação) com salários de cerca de R$ 13 mil. Roberto Netto, coordenador de tecnologia do IP Facens (Instituto de Pesquisa do Centro Universitário Facens), cita como exemplo o cargo de agile coach. Esse profissional é responsável por implementar metodologias ágeis em grandes empresas. 5G coach é outro cargo em destaque.
Ele é um especialista que treina equipes no desenvolvimento de soluções. Essa função é necessária, pois o 5G sozinho não é capaz de resolver nenhum problema. É importante uma atuação especializada para abrir novos caminhos que podem ser utilizados na resolução de questões complexas, principalmente quando isso envolve troca de informações sensíveis e que precisam de respostas rápidas.
Como se preparar para esses cargos?
Para Pedro Luiz Pezoa, CEO da Pointer, HRtech especializada na indicação de profissionais de alto nível no setor de tecnologia, uma das maneiras de se preparar para um alto cargo é apostar na lógica de programação, que é fundamental para solucionar problemas na área de TI.
Quais áreas deverão trazer oportunidades?
As áreas que podem se aproveitar mais da tecnologia são: desenvolvimento, produto, TI, indústria 4.0 (fábricas mais automatizadas), agro 4.0, cidades Inteligentes e saúde 4.0.
Nesses setores, será necessário dominar temas como:
Realidade virtual/aumentada ou realidade mista
Inteligência artificial
Computação de borda IoT (Internet of Things, Internet das coisas, em inglês).
O que mais muda no dia a dia das empresas?
Será preciso diagnosticar o que o uso do 5G pode trazer de diferente para as empresas brasileiras, em um cenário novo em que o importante é trazer progresso.
Não é somente trocar uma fibra por uma conexão sem fio, tem de ir além. É necessário entender os limites e as situações adequadas para a aplicação da tecnologia, e isso não foi estabelecido ainda, afirma Roberto Netto
Quais profissionais podem fazer transição para 5G?
Diversas áreas serão impactadas, então não haverá restrição de profissões diante de uma novidade que precisa ser explorada.
Profissionais da saúde, por exemplo, também serão impactados, pois a forma como interagem com os pacientes, como se preparam e fazem uma cirurgia passará por mudanças.
Quem atua no agronegócio poderá desenvolver novas soluções que aproveitam a capacidade de dispositivos IoT, e, dessa maneira, gerar resultados precisos e uma gestão mais eficiente de insumos e recursos naturais.
Desenvolvedores de hardware poderão atuar com dispositivos IoT para enviar informações. O profissional que trabalha com realidade virtual irá gerar uma experiência mais envolvente, com uma qualidade alta de conteúdo, atingindo diversas pessoas e de maneira realista.
                                               Fonte: UOL

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem