Ultimas

6/recent/ticker-posts

Após assassinato de Marcelo Arruda, partidos pedem suspensão de porte de armas nas eleições


PT, PSDB, PCdoB, PDT, PSB e PSOL assinaram nesta quarta-feira, 13, um requerimento para que a Câmara dos Deputados analise, em caráter de urgência, um projeto de lei para suspender o porte de armas no período eleitoral.
A proposta é do líder do PSB na Casa, Bira do Pindaré. A ideia é a suspensão do porte durante a semana que antecede o pleito e também nos sete dias após a votação, segundo matéria de Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo.
A articulação entre lideranças dos seis partidos ocorre diante do assassinato do militante petista Marcelo Arruda em Foz do Iguaçu (PR), que teve festa de aniversário invadida por policial bolsonarista Jorge José da Rocha Guaranho, que estava armado.
"A poucos meses das eleições presidenciais, a violência política crescente vem se tornando a tônica da pré-campanha eleitoral e gerando enorme apreensão", afirma Bira do Pindaré."O clima de intolerância associado ao crescente número de pessoas autorizadas a comprar e portar armas constituem um verdadeiro barril de pólvora para a ocorrência de novos atentados, ataques violentos e assassinatos nos próximos meses", diz Pindaré.
O requerimento de urgência conta com 136 deputados federais subscritos e são necessários 171 parlamentares para que a solicitação seja pautada pela presidência da Casa, do aliado de Jair Bolsonaro (PL) Arthur Lira (PP), e vá ao plenário para ser votada.

Postar um comentário

0 Comentários