'Nota -10', diz mãe ao denunciar péssimo atendimento no Hospital Municipal de Brumado | Reconsaj Noticias


Durante pronunciamento na Tribuna Livre da Câmara de Vereadores de Brumado, a enfermeira Érica Luz fez graves denúncias de negligência no atendimento do Hospital Municipal Professor Magalhães Neto. A profissional esteve com o seu filho no hospital em busca de atendimento. Em entrevista ao site Achei Sudoeste, ela disse que a emergência da unidade de saúde está hoje, unicamente, assistida por estudantes de Medicina. “O médico plantonista só surgiu após eu acionar a polícia. Até então, não tinha preceptor de estágio supervisionando os estudantes e eles estavam ali fazendo as avaliações no pronto-socorro. Meu filho teve negligência desde o primeiro atendimento”, denunciou. Mesmo estando de sobreaviso, segundo Luz, o médico pediatra demorou cerca de 3 horas para comparecer à unidade e prestar o atendimento devido ao seu filho. No local, teria agido com deboche e má vontade. “Não avaliou o nível de assadura ou desidratação. Meu bebê, que tem 9 meses, tinha feito 25 evacuações. Só na presença dele foram 4. Não avaliou nenhuma lesão ou consistência das fezes. Simplesmente ignorou. Fui desassistida. Por isso, me retirei e procurei atendimento em outro município”, relatou.

                                      Foto: Lay Amorim/Achei Sudoeste
No consultório, Luz contou que o médico chegou a falar sobre a sua insatisfação trabalhista diante do salário pago no hospital. “Disse que ali é uma bomba relógio e que ninguém quer ficar ali. Não tenho nada a ver com isso. Se o plantão é dele e ele não atende está negligenciando. As suas insatisfações trabalhistas devem ser tratadas com o seu empregador”, completou. Questionada sobre a qualidade do serviço de saúde no município, a enfermeira definiu uma nota de -10 para o atendimento no Hospital Municipal. Para ela, a estrutura e equipamentos podem ser de última geração, porém o atendimento humano deixa a desejar. “Não existe um pediatra plantonista. Uma emergência pediátrica pode acontecer em qualquer milésimo de segundo. Um hospital daquele porte ter um pediatra apenas na terça, quarta e quinta é desumano. Estou aqui na Câmara como mãe para denunciar a realidade do hospital, que é muito diferente do que é transmitido nas redes sociais”, criticou.


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
-- Composite Start -->