Ultimas

6/recent/ticker-posts

Interferência na PF no caso Milton Ribeiro pode levar Bolsonaro a responder por crimes comuns e de responsabilidade


Se as suspeitas de interferência de Jair Bolsonaro no caso do ex-ministro Milton Ribeiro forem comprovadas, Jair Bolsonaro pode responder por crimes comuns e de responsabilidade. Nesta terça-feira (28) a ministra do STF (Supremo Tribunal Federal) Cármen Lúcia mandou a PGR (Procuradoria-Geral da República) se manifestar sobre a abertura de um inquérito para investigar o presidente, diante da "gravidade do quadro narrado".

Material gravado indica que Bolsonaro avisou ao ex-ministro da Educação Milton Ribeiro que ele seria alvo de operação da PF.

Ribeiro e os pastores Gilmar Santos e Arilton Moura são acusados de comandar um balcão de negócios para liberação de verbas no Ministério da Educação (MEC). A suspeita de envolvimento de Bolsonaro fez o caso ser enviado ao Supremo.
Especialistas ouvidos pela Folha de S. Paulo consideram que a hipótese mais plausível para enquadrar as condutas de Bolsonaro, caso o delito seja comprovado, seria pela Lei das Organizações Criminosas (lei 12.850/13), que prevê o crime de obstrução de Justiça.


Postar um comentário

0 Comentários