Ultimas

6/recent/ticker-posts

È uma vergonha : Pastor presidente proíbe Lula de entrar nas Assembleia de Deus | Reconsaj Noticias

Parece que a igreja Assembleia de Deus resolveu entrar de cabeça, como jamais o fez, em uma campanha eleitoral presidencial. Publicações de setores ligados à igreja informam que o pastor Wellington Júnior, presidente da Convenção Geral dos Ministros das Igrejas Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), está proibindo os pastores de receberem o candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em seus templos.
"(Wellington Júnior) alertou aos Pastores quanto a receber o candidato do PT, o ex presidiário Lula em seus templos e fez algumas revelações. Ele disse que Lula está TERMINAMEMTE proibido de entrar no atual templo sede da AD Belém/SP", traz um dos textos divulgados por um segmento denominado 'Assembleianos de Valor'.
O presidente da CGADB teria declarado que "existem pastores que tentam convencer o patriarca José Wellington Bezerra da Costa a receber Lula no atual templo sede da AD Belém em SP. Ao que ele respondeu: Não cabe irmão, o inferno não tem como entrar no lugar santo.”

" A Assembleia de Deus não está em cima de muro. Mas ela está bem posicionada contra os princípios das trevas, contra partidos que ferem os princípios das Escrituras sagradas. E mesmo com os Pastores e a Igreja mostrando qual o caminho a seguir, ainda existe crentes rebeldes e desobedientes que insistem em seguir outro caminho!", traz outro trecho do comunicado.
A decisão de barrar Lula na Assembleia de Deus teria sido tomada na segunda-feira (2), durante Reunião da CGABD em São Paulo.
“A nossa igreja tem o seu perfil. A nossa igreja tem o seu posicionamento. Não adianta ficar em cima do muro não, ou é ou não é. Ou somos pelos preceitos morais, ou somos contra o aborto, ou somos contra a ideologia de gênero. A igreja quer ver a nossa posição! A igreja não quer ver Pastor em cima do muro” , teria justificado Wellington Júnior.
Há quem garanta, porém, que existe uma 'força de expressão' do líder evangélico. A proibição seria 'entrar para fazer campanha' e não necessariamente impedir a entrada do candidato petista nas igrejas.

Postar um comentário

0 Comentários