Temporal avassalador em Petrópolis deixa mais de 100 mortos no RJ.


A Secretaria Estadual de Defesa Civil confirmou, até a última atualização desta reportagem, 104 mortes causadas pelo temporal que atingiu a cidade de Petrópolis, na Região Serrana, nesta terça-feira (15).
Segundo dados divulgados, na noite desta quarta-feira (16), ao menos 8 são crianças. A Defesa Civil informou ainda que 24 foram resgatadas com vida.
Em entrevista coletiva, o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, que está em Petrópolis, afirmou que esta foi a maior chuva enfrentada pela cidade desde 1932.
“Foi a pior chuva desde 1932. Realmente, foram 240 milímetros em coisa de duas horas. Foi uma chuva altamente extraordinária”, disse. Pelo menos 54 casas foram atingidas e mais de 370 pessoas foram acolhidas em abrigos pela cidade.
Cerca de 400 bombeiros continuam procurando na busca por sobreviventes. A Polícia Civil também atua na região com cerca de 200 policiais, peritos legistas e criminais, papiloscopistas, técnicos e auxiliares de necropsia, servidores de cartório e de diversas delegacias da Região Serrana.


(Foto: Talita Giudice / Super Rádio Tupi)

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem