Aladilce Souza assume PCdoB Salvador com discurso anti-Bolsonaro; ex-vereadora não disputará 2022 | Reconsaj Noticias


O Comitê Municipal do PCdoB elegeu a ex-vereadora Aladilce Souza para presidir a sigla em Salvador pelos próximos dois anos. A atividade aconteceu no Ginásio de Esportes dos Bancários da Bahia neste sábado (25) e reuniu, de forma presencial e virtual, militantes, dirigentes, parlamentares, lideranças dos movimentos sociais e representantes de partidos como PT, PSOL, REDE/CIDADANIA, PDT, PSB, entre outros.

"A primeira meta nossa é contribuir para organizar o partido para a derrota de Bolsonaro. Acho que esse é o primeiro grande objetivo. Acho que o partido tem é uma decisão de contribuir para a frente ampla, estamos em um momento trágico no Brasil", ressalta ao BNews. "A gente está vendo a destruição das conquistas previdenciárias e trabalhistas. [...] Acho o compromisso que qualquer partido que tenha identidade com o povo brasileiro é se colocar de maneira decidida nesse objetivo".

Entre as prioridades, lista ela, está construir um projeto de poder a partir das propostas do partido na capital. "Em Salvador, precisamos também em posição de frente construir um projeto de cidade, onde as condições de vida das pessoas melhores. Somos a capital de maior desemprego. Foi a primeira capital do Brasil e poderia ser a capital do Nordeste", critica.


"Nós temos como objetivo a transformação da cidade. Não somos um partido eleitoral apenas. [...] O nosso objetivo maior é a mudança do sistema político e social. Almejamos a implantação do socialismo. Hoje é difícil, mas é necessário. Não conseguiremos encontrar a felicidade enquanto tivermos a exploração capitalista", ressalta. "O nosso partido tem como objetivo essa transformação. É um sonho, é uma utopia histórica. Os caminhos para isso são desafiadores".

Estiveram presentes no evento a Presidente Nacional e Estadual do Partido, Luciana Santos e Davidson Magalhães, respectivamente - além dos deputados Alice Portugal, Daniel Almeida e Bobô. Também estiveram presentes o presidente da Câmara de Salvador, Geraldo Júnior (MDB), o secretário de Saúde, Leo Prates (PDT), e os vereadores Maria Marighella (PT), Silvio Humberto (PSB) e Edvaldo Brito (PSD).

Eleições 2022
Aladilce também revela em primeira mão que não será candidata em 2022. A ex-edil não conseguiu se reeleger para a Câmara de Salvador na eleição de 2022. "Disputar eleição para deputada.... eu não vou, não. Tenho 42 anos de militância partidária. O que me move é isso. Como eu não estou com mandato agora e não vou disputar a eleição para deputada estadual, acho que posso contribuir com o partido neste momento", avalia.

"Estou muito animada, sei que o desafio é muito grande. Acho que neste momento é necessário. É a forma que eu posso, depois dessa experiência de mandato, depois de ser dirigente sindical e ter mandato, tenho uma razoável experiência acumulada e uma percepção de que a política é um caminho para mudar as coisas", finaliza.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem