Após comer 15 pratos em rodízio, pintor é 'expulso' de restaurante


O rodízio de massas, com comida à vontade, de um restaurante de São Paulo não foi páreo para a fome do pintor João Carlos. Inconformado, mas também bem-humorado, ele contou ter comido 15 pratos da culinária italiana, antes do estabelecimento obrigá-lo a parar e ir embora, sem a necessidade de pagar a conta. A situação, porém, não passou de uma brincadeira do ‘comilão’ e o vídeo postado em suas redes sociais, nesta quinta-feira, já teve mais de 16 mil visualizações. O pintor conta que pagou o valor de R$ 19,90 pelo rodízio, mas resolveu fazer valer o dinheiro “investido”. No registro, ele mostra os pratos enfileirados em cima da mesa, com o sorriso estampado no rosto, enquanto manifesta sua indignação. Em somente um deles ainda restava um pouco de comida - a 15ª e derradeira refeição, até aquele momento. “Os caras mandaram eu parar, não querem me servir mais, não, pessoal. Falaram que devolvem meu dinheiro para eu me retirar do estabelecimento. Estou fazendo esse vídeo aqui para vocês verem que isso não se faz, eu estou pagando. Me botaram para correr. O cara falou que não vai me servir mais, não. Só porque comi 14 pratos, com esse 15, e os caras mandaram me retirar do rodízio”, narrou João Carlos, enquanto mostrava o resultado de sua fome. No entanto, em contato com o jornal Extra, a assessoria do Ragazzo, estabelecimento onde o pintor almoçava, garantiu que o conteúdo compartilhado não passou de uma brincadeira. Segundo a rede de restaurantes, João Carlos é um “cliente assíduo da unidade Gentil de Moura, na região do Ipiranga”, em São Paulo. A iniciativa foi do ‘comilão’ que, segundo o Ragazzo, comeu e pagou a conta normalmente, antes de ir embora. A rede de restaurantes ressaltou ainda que João Carlos “em momento algum foi destratado ou incentivado a deixar o restaurante pela equipe de operações da rede”.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem