Header Ads Widget

Março foi o período mais triste e de maior pico da pandemia em Brumado com 62 óbitos



O mês de março foi o período de maior pico da pandemia na cidade de Brumado. Ao longo dos 31 dias do mês, o município registrou 62 óbitos. No boletim epidemiológico do dia 1º de março de 2021, a cidade contabilizava 62 óbitos, sendo que um já confirmado no primeiro dia do mês; já no dia 31 de março de 2021, o boletim foi fechado com 123 mortes em decorrência da doença. O número representa mais mortes do que foi registrado em todo ano de 2020. Durante o mês, Brumado chegou a registrar 7 óbitos em um único dia (veja aqui), o que deixou a população em pânico. Além do total de óbitos, outros dados chamam atenção: o mês de março teve início com 5089 casos confirmados da doença e chegou ao fim com 7056 casos confirmados, ou seja, um aumento de 1967 novos casos da Covid-19 em Brumado no período. Também foram contabilizados 1540 recuperados, número menor do que o de novos casos computados. Os casos ativos, aqueles com potencial de transmissão, por sua vez, subiu de 392 para 758; em um único dia, a cidade já contabilizou mais de 170 novos casos ativos. O último boletim epidemiológico do mês mostrou ainda o total de 52 pacientes hospitalizados. Os números assustam e tem repercutido em toda região. A cidade tem vivido um período de muita tristeza e medo em virtude do avanço do novo coronavírus. Famílias estão sendo destruídas pela doença no município, que tem 67.335 habitantes. Duas, três, e até cinco pessoas de uma mesma família perderam suas vidas em razão da doença na capital do minério (veja aqui). Em contrapartida, a vacinação continua em ritmo lento na cidade.

Postar um comentário

0 Comentários